top of page

Empresas Alemãs Assinam Acordo Ambiental na Presença da Ministra Alemã e Governador de São Paulo


Em solenidade com a Ministra das Relações Exteriores, Annalena Baerbock, e o Governador do Estado, Tarcísio de Freitas, empresariado firmou compromisso voluntário de redução de emissão de gases de efeito estufa.


Na terça-feira (06) representantes do empresariado alemão no Brasil firmaram um compromisso voluntário de redução de emissão de gases de efeito estufa (GEE) em cerimônia que integrou a agenda oficial da Ministra das Relações Exteriores da Alemanha, Annalena Baerbock, em São Paulo. A assinatura do Acordo Ambiental São Paulo ocorreu no Palácio dos Bandeirantes e reuniu representantes das empresas signatárias: BASF, Bosch, Continental, Evonik, HTB, LANXESS, Leschaco, Maersk, Mercedes-Benz, Mitsidi, Schmersal, Siemens, Siemens Healthineers, thyssenkrupp e Voith. A intermediação com as companhias alemãs ocorreu por meio da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, entidade que representa oficialmente a economia alemã no Brasil desde 1916. “Acreditamos que a única forma de resolvermos problemas complexos e alavancar soluções assertivas é por meio de cooperações estratégicas. Atualmente, o Brasil é claramente parte da solução para os desafios enfrentados pela Alemanha e, consequentemente, o trabalho em conjunto com o país europeu pode favorecer o Brasil em diversos setores. A assinatura do Acordo Ambiental São Paulo mostra mais um sinal claro de compromisso forte do empresariado alemão com o desenvolvimento econômico sustentável do Brasil”, explicou Barbara Konner, Vice-Presidente Executiva da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo. Participaram da solenidade a Ministra das Relações Exteriores da Alemanha, Annalena Baerbock; o Governador do estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas; a Cônsul Geral da Alemanha em São Paulo, Martina Hackelberg; a Secretária de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística de São Paulo, Natália Resende; e Barbara Konner, Vice-Presidente Executiva da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, além dos representantes das empresas alemãs: Rogério Baldauf, Diretor Superintendente da Schmersal; Vera Felbermayer, Vice-Presidente de Operações e Suporte Digital para América do Sul da BASF; Sheila Cristina Bueno Pieroni Pereira, Administradora da Robert Bosch e Vice-Presidente de Tributos e Com. Exterior; Frédéric Sebbagh, Presidente da Continental Brasil; Arnd Schmitz-Simonetti, Diretor de Compras da Continental Automotive do Brasil; Hendrik Schoenfelder, Presidente da Evonik Brasil; Harald Hans Egenrieder, Managing Director & CFO Voith Turbo South America do Grupo Voith; Detlef Dralle, Diretor-Presidente da HTB Engenharia; Eliane Siviero de Freitas, CEO Brasil da LANXESS; Alexander Georg Geng, Diretor Geral da Leschaco; Felipe Souza Pereira, Security e Risk Management Manager da Maersk; Simone Krüger Frizzo, Diretora Jurídica e Compliance, e Luiz Carlos Gomes de Mores, Diretor de Comunicação e Relações Institucionais, ambos da Mercedes-Benz do Brasil; Suzy Elaine Gasparini de Moraes, Coordenadora de Expansão Internacional da Mitsidi; Pablo Fava, CEO da Siemens no Brasil; Adriana Silva da Costa, CEO da Siemens Healthineers; e Paulo Alvarenga, CEO da thyssenkrupp para a América do Sul.


Sobre o Acordo Ambiental São Paulo O Acordo Ambiental de São Paulo foi conduzido pela Secretaria de Estado de Relações Internacionais (SERI), Secretaria de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) e Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), em nome do Estado de São Paulo. Com o objetivo de incentivar empresas localizadas no estado de São Paulo, associações e municípios a assumirem compromissos voluntários de redução de emissão de gases de efeito estufa (GEE), o acordo reforça o compromisso do Governo do Estado de São Paulo com esse esforço internacional.

A ação incentivará a implementação de novas tecnologias e soluções inovadoras, realçando o protagonismo do Estado e da iniciativa privada na agenda climática. A adesão voluntária ao Acordo será renovada até 2030 e pretende induzir a redução de GEEs nos próximos 10 anos. O Acordo também prevê o reconhecimento dos signatários como membros da comunidade de líderes em mudanças climáticas, além do apoio técnico governamental. Sobre a Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo A Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) representa oficialmente a economia alemã no Brasil há mais de 105 anos, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre ambos os países. A instituição representa 800 empresas alemães e brasileiras que juntas geram 10% do PIB industrial brasileiro e empregam 250 mil pessoas diretamente. Por meio da Câmara, as empresas associadas se beneficiam também de uma rede exclusiva e mundial de 150 câmaras alemãs espalhadas por 93 países.



ABC - Associação Brasileira de Cosmetologia

bottom of page